Install this theme
Deixe de lado qualquer comentário inútil, você é muito mais do que isso.
Clarice Lispector (via quase-perfeita)
É estranho quando a gente não acorda bem, porque parece que o mundo todo conspira contra. Tudo dá errado. Tudo é azar. Tudo nos deixa mal. Tudo desaba. Esses dias acordei assim, com aquela vontade de nem sair da cama, nem abrir os olhos, nem respirar, nem viver… Mas é ai que tá, o mundo não vai parar de rodar por causa desses meros dramas, então o jeito foi levantar e ir viver. Querendo ou não, a vida nos obriga. E é quando tudo acontece num só dia. Copo quebra, não acha o tênis, perde o ônibus, esbarra em pessoas, dor de cabeça, notas baixas, amor da sua vida com outra… E no fim do dia; EXAUSTA. Bate até aquele pensamento “Deus, porque eu não morro hein?” E eu meio que parei de desafiar Deus depois disso, porque foi só passar 5 minutos que aparece um cara na minha frente me entregando um de seus panfletos. Sabe aqueles panfletos de igreja evangélica com algumas orações? Então, é deles mesmo que tô falando. Tá que eu nunca leio né. Só tenho mania de pegar por educação, e em seguida jogar fora. Mas não sei que luz me bateu na cabeça nesse dia, que resolvi ler. E quer saber a frase em destaque no panfleto? “A VIDA CONTINUA…” E logo em seguida havia um texto que eu não me recordo muito bem agora, mas de inicio dizia mais ou menos assim “Amigo(a), nem tudo está acabado…” No momento eu não sabia se ria, se chorava, se desabafava para alguém, ou se ficava ali mesmo, parada e refletindo. Resolvi refletir. A vida tem lá seus altos e baixos, seus dias bons e ruins, suas perdas e ganhos… A vida não é fácil, mas também não é tão monstruosa. Somos nós que complicamos tudo, criamos dramas e mais dramas e fazemos uma enchente em tampinha de coca-cola. Temos que entender que um dia a gente ri, no outro a gente chora. Um dia acordamos bem, no outro não tão bem assim. Um dia a gente quer morrer, e no outro faz de tudo para viver. Se há problema com a vida? Problema nenhum. O problema está em quem tem vida. O problema está em nós. Pode ser que meu dramas seja gigantesco, mas minha fé… Ah, a minha fé é maior que tudo isso.
Thiara Macedo (sdpm)
Acorda, toma um café, penteia esse cabelo e saiba que você não precisa de mais ninguém para ser feliz. O mundo é seu.
Caio Augusto Leite    (via minhavidasemti)
Antes de dormir, orei. Pedi a Deus que perdoe tanta ingratidão de minha parte, por não enxergar tudo de bom que a vida me oferece.
Tati Bernardi.  (via tekpix)
Como minha mãe sempre diz: Sempre que estiver tendo um dia ruim, alguém lá fora está tendo um dia pior ainda, então pare e se concentre nas coisas boas.
One Tree Hill  (via h-e-r-0-i-n)
respostasinacabadas:

Querer acreditar no melhor das pessoas não torna isso verdadeiro.
             Dr. House

respostasinacabadas:

Querer acreditar no melhor das pessoas não torna isso verdadeiro.

             Dr. House

Quando chega o instante em que você imagina que sua vida é pequena demais, insignificante demais e que você passa pelos outros apenas de raspão, ou como uma brisa bem suave que mal dá para sentir o toque. Você olha para um lado, olha para o outro e enxerga pessoas indo e vindo e nenhuma permanecendo. Até te procuram, mas para pedir ajuda ou favor, para contar algo, para perguntar qualquer coisa, para bisbilhotar. Mas com o intuito de apenas te dar um abraço simplesmente porque sentiu essa vontade? Ou para saber como está levando os dias? Não, para isso nunca.
Falta envolvimento, falta comprometimento, e sobra indiferença. As pessoas acham que abraçar é apenas envolver com os braços mas desconhecem que o ato em si é abrangente. Significa envolver-se também, significa deixar os corações se aproximarem no encontro dos peitos, significa que o ombro pode servir de apoio. Faltam abraços. Faltam colos. E você novamente olha para os lados e encontra pessoas, mas não acha nem abraços, nem colos e nem ombros.
Os gestos vão diminuindo, as bocas vão se calando e as lágrimas vão transbordando dos olhos. Tudo passa a ser sem sentido. Tudo passa a não ter mais valor. A insignificância dos gestos toma conta das pessoas e esses sinais tornam-se pesados demais para se sustentarem por si mesmos.
Leca (via casinoboulevard)
littlexaggerations:

v0ceeumapartedemim:
Eu só queria de volta todo o tempo que desperdicei com você. Rashid

littlexaggerations:

v0ceeumapartedemim:

Eu só queria de volta todo o tempo que desperdicei com você. Rashid